Pneumonia é principal causa dos óbitos.

Foram quase 10 mil mortes na Bahia apenas em janeiro de 2022. O total de 9.636 óbitos tornou o primeiro mês deste ano o mais letal na Bahia desde 2003. A comparação leva em conta os números registrados no primeiro mês de cada um dos últimos 16 anos. Os dados são coletados pela Associação dos Registradores Civis das Pessoas Naturais do Estado da Bahia (Arpen/BA).
A pesquisa também levanta as principais causas dos óbitos. Dentre as causas mais presentes, a pneumonia aparece em primeiro, como a doença que mais matou os baianos no mês passado. São 947 óbitos causados pela doença, o que representa mais que o dobro do registrado em janeiro de 2021, quando 455 pessoas faleceram por esse motivo.
Completam a lista das principais causas a septicemia – enfermidade que ocorre quando há uma resposta exagerada do sistema imunológico a uma infecção no corpo – doenças cardiovasculares e o AVC. Ainda figuram na lista de principais causas as mortes por insuficiência respiratória e pela Covid-19.
A Arpen-BA adverte que o número de óbitos registrados em janeiro de 2022 pode aumentar, assim como a variação da média anual e do período. Isso porque os prazos para registros de óbitos chegam a prever um intervalo de até 15 dias entre o falecimento e o lançamento do registro na base de dados dos cartórios brasileiros.

Foto: Marcello Casal/Agência Brasil / Por: Metro1.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.